Número total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Os Tempos que correm ...





Os Tempo que correm são de exigência e dedicação máxima.

Os Tempos que correm induzem a uma união entre as pessoas e não uma fragmentação.

Os Tempos que correm invocam uma salvação e não a demolição das estruturas existentes.

Os Tempos que correm apelam ao chamamento da razão, competência, idoneidade e seriedade.

Os Tempos que correm chamam à serenidade não hà Guerra.

Os Tempos que correm chamam por Homens e Mulheres …



Luís Miguel Martins



sexta-feira, 18 de outubro de 2013

O Confessionário de Portimão, por decisão própria do seu administrador, esteve ausente no decurso da campanha autárquica.

O regresso é eminente.

E com novidades.

Grato a todo(a)s.

Luís Miguel Martins