Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Novos Velhos Rumos promovem comércio local




Eis a forma como este Regime, estes Novos Velhos Rumos têm sabido promover, fomentar e incentivar o comércio local na zona turística da Praia da Rocha.
Qualquer semelhança com um país do terceiro mundo é pura coincidência. Este exemplo é mais de um país do sexto mundo.

Luís Miguel Martins

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Triste confissão …




Triste confissão …
Na passada segunda feira, desloquei-me com um amigo, cliente e potencial investidor a Alvor.
Fomos almoçar a um reconhecido restaurante local, onde uma saborosa e distinta cataplana nos aguardava.
Ao direcionar-me de Portimão para Alvor, pela V3, a paisagem era desoladora. Passeios com pedras da calçada soltas, passadeiras gastas e quase invisíveis a olho nu, palmeiras envelhecidas, descuidadas, abandonadas e doentes, e até erva daninha na berma da estrada a ameaçar invadir a mesma em algumas partes do percurso.
Enfim… Um cenário tenebroso que afastaria de imediato o mais corajoso dos investidores.
Eis que ao chegarmos a Alvor, o meu ilustre convidado foi brindado, com mais uma visão aterrorizadora do melhor que a (IN)Gestão deste Regime tem para oferecer.
Uma rotunda, num local turístico, idílico, junto a Hotéis de referência e outros distintos equipamentos e investimentos, suja, mal tratada, totalmente abandonada, com a vegetação a entrar na faixa de rodagem, rodeada das mesmas palmeiras descuidadas que já vínhamos a constatar nos últimos 3 Km.
Enfim… Envergonhado e sem palavras.
Mais não digo, mas deixo uma questão.
É isto que este Regime tem para oferecer a Portimão, Portimonenses, visitantes e aos potenciais investidores ???
 

Luís Miguel Martins

 

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Sessão Extraordinária A. Municipal - 12.11.2014



Na falta da pouquíssima ou quase nula divulgação e difusão por parte destes Novos Velhos Rumos, O Confessionário de Portimão informa que foi agendada a 2.º Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal de 2014, pelas  21:30 no salão nobre da Câmara Municipal, com a seguinte ordem de trabalho:
 
1.     Período de Intervenção dos cidadãos;
2.     Discussão proposta de dissolução da Portimão Urbis;
3.     Discussão plano internalização da Portimão Urbis;
4.     Discussão projecto de externalização no perímetro municipal da EMARP.
 
Portimonenses:
Estejam atentos e participem …

 

Luís Miguel Martins

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

A sala pequena




Sendo do conhecimento público que a oposição concertada, convocou uma Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal como ponto único a Revogação do Novo Regulamento Municipal de Taxas da Protecção Civil e que o Regime tenta evitar a sua realização a todo o custo.
Agora, o que ainda não é público é que no decurso da reunião de líderes, foi levantada a questão do local onde a mesma Sessão Extraordinária deveria decorrer. Num pavilhão, no salão nobre dos bombeiros ou noutro espaço que permita receber todos os Munícipes interessados em participar e assistir, atendendo a movimentação cívica que este assunto originou em Portimão.
Faz, e faria todo o sentido, mas o Regime discorda. O Regime prefere que  a Sessão Extraordinária a ocorrer , que a mesma tenha lugar no salão nobre no Edifício Paços do Concelho, ainda que obviamente seja pequena demais.
Aliás, este receio de enfrentar a população, ainda fará é que o regime agende a dita Sessão Extraordinária, para a sala mais pequena no Edifício Paços do Concelho.
E assim, vai a Democracia em Portimão.
 

Luís Miguel Martins

terça-feira, 21 de outubro de 2014

O silêncio dos não inocentes …



O silêncio dos não inocentes …
Na vida politica e publica variadíssimas vezes assistimos àquilo que pode ser designado de silêncio constrangedor, ou se quisermos o silêncio dos não inocentes.
Temas vários, pontuais, mas certamente determinantes ou mesmo polémicos levam muitos artistas da nossa praça a refugiarem-se na sombra do silêncio. Sombra essa que não permite aferir o seu sentido de orientação, muito menos oscular a sua verdadeira e sincera opinião.
Aguardam pacientemente, na sombra do seu silêncio, para aferirem qual a opinião que irá prevalecer, ou aquela que será adoptada e depois sim. Depois, manifestam-se, saem da sua sombra e muitas vezes até ouvimos um “ Eu sempre disse… “.
Não nos iludamos.
Não se trata de um inocente silêncio, mas antes o Silêncio dos não inocentes…

Luís Miguel Martins

A Tirania de uma minoria



No passado dia 10 decorreu mais uma sessão Ordinária da Assembleia Municipal de Portimão, com mais uma ausência da Sra. Presidente da Câmara, desta feita na freguesia da Mexilhoeira. Por motivos pessoais não pude estar presente e fiz-me representar pela minha mui distinta companheira Diamantina Barnabé.
A oposição de forma mais ou menos concertada, deu inicio a um movimento ( o qual subscrevo na integra e sem reservas )para agendar uma Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal, cuja ordem de trabalho seria somente a revogação da deliberação tomada pelo próprio órgão que aprovou o já polémico Regulamento Municipal de Taxas da protecção Civil.
Entregue o mencionado requerimento, agendada reunião de líderes, ficou tudo em águas de bacalhau …
O receio que se realize a referida Sessão Extraordinária é notório e flagrante. O desassossego do Regime em enfrentar os Portimonenses, os seus e nossos concidadãos é constrangedor.
Não só está posta em causa a legalidade da sua não convocatória como a própria Democracia.
Portimonenses abram os olhos.
A tirania da minoria chegou e quer-se impor aos reais interesses de toda uma colectividade…
 

Luís Miguel Martins

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Não pago



Luís Miguel Martins, Advogado, Autarca e Administrador do O Confessionário de Portimão, foi como todos notificado para proceder ao pagamento voluntário da Nova Taxa Municipal imposta por estes Novos Velhos Rumos.
Obviamente que não pagarei e irei impugnar  administrativamente a mesma.
Como outros Portimonenses que se disponibilizaram para ajudar processualmente ou mesmo através da disponibilização de uma minuta de impugnação, quem igualmente quiser impugnar que contacte O Confessionário de Portimão que terei muito gosto em disponibilizar cópia da minha impugnação administrativa com os respectivos fundamentos de facto e de Direito.
Eu não pago, nem sustento Regimes caducos e falidos…

Comunicado - candidatura Hélder Renato à CP/PSD/PTM



Candidatura de Hélder Renato à Comissão Politica do PSD/Portimão, frontalmente contra a Nova Taxa Municipal.

Fonte: Correio da Manhã - Pág. 19

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Petição pela Revogação da Taxa Municipal de protecção Civil em Portimão

Participa e apoia...

  Peticiona-se que  a Câmara Municipal de Portimão, enquanto órgão executivo, revogue a deliberação tomada em 11 de Novembro de 2012, dando sem efeito a nova Taxa Municipal de Protecção Civil.





segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Contra a Taxa e os abusos deste Novo Velho Regime


 
O Confessionário de Portimão manifesta-se solidário com o movimento que eleva a sua voz contra a Taxa e os abusos deste Novo Velho Regime e marcará presença no movimento contra a taxa da Protecção Civil do próximo dia 07 de Outubro, pelas 15:00
Cortem na despesa, larguem os automóveis e telemóveis sustentados por todos nós, reduzam ou acabem com os gabinetes de alegada acessoria, cortem no pessoal se necessário mas parem de castigar os contribuintes.
Tenham a coragem de fazer aquilo para o qual foram eleitos e basta de sobrecarregar todos aqueles que são proprietários de equipamentos urbanos em Portimão.
*Imagem retirada do Portimão Sempre.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Novos Rumos, a mesma politica da terra queimada…


 
Taxa IMI no máximo;
Derrama;
Máxima retenção IRS ( 5% ) e nenhuma devolução aos contribuintes;
Extensão de parquímetros à zona da Praia da Rocha;
Taxa de Protecção Civil ;
Aumento da despesa em cerca de 1.9 Milhões euros, comparando janeiro a junho de 2013 e 2014;
Conta exploração deficitária em mais 1 Milhão de euros comparando janeiro a junho de 2013 e 2014;
Passivo reconhecido já é de 247 Milhões de euros ( Começaram por admitir cerca de 190 e poucos Milhões, com calma ainda vão chegar aos cerca de 300 Milhões que o PSD tem vindo a alertar );
Valor real e objectivo do verdadeiro passivo ainda é desconhecido;
Não conseguiram aprovar o PAEL;
Não recorreram ao fundo de emergência do FAM, que poderia servir para pagar as indemnizações dos funcionários da Portimão Urbis. Uma questão se coloca como vão pagar as respectivas indemnizações se não existe verba nem cabimento para tal ?
Gabinete da Sra. Presidente tem o dobro dos assessores do que o seu anteceder = o dobro da despesa;
E assim vai Portimão com Novos Rumos e a mesma politica da terra queimada…

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Confessionário de Portimão, ultrapassou os 100.000 acessos/visitas


 
O Confessionário de Portimão, ultrapassou os 100.000 acessos/visitas…
Luís Miguel Martins, criador e Administrador de O Confessionário de Portimão, agradece a V/participação, acompanhamento e comentários ao longo destes 4 anos de existência.
Muito obrigado a todo(a)s.
 

Luís Miguel Martins

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Nova Taxa Protecção Civil - Quem votou o quê !

 
Andam os Portimonenses e proprietários de imóveis em Portimão, chocados e com razão, da notificação que todos estão a receber nas suas caixas do correio da cobrança da Nova Taxa Municipal da protecção Civil.
No entanto, antes mesmo de O Confessionário de Portimão se pronunciar sob a legalidade ou ilegalidade deste “suposta” Taxa bem como a sua oportunidade, entende o seu Administrador que todos devemos saber quem a aprovou, contribuindo com seus votos para isso em sede de Reunião de Câmara e em sede de Sessão na Assembleia Municipal e quem não contribuiu para isso.


Nesses termos, tenham todos conhecimento que em sede de reunião de Câmara do passado dia 03/12/2013, foi efectuada a deliberação n.º 743/13 onde a Câmara aprova, por maioria, com dois votos contra dos Srs. Vereadores da CDU e do Bloco de Esquerda e com a abstenção do Sr. Vereador do PPD/PSD.

 
 
 

Já em sede de Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal do passado dia 19 de Dezembro de 2013, a proposta apresentada pela Câmara Municipal de Portimão, relativamente à alteração ao Regulamento da Taxa Municipal de Protecção Civil, foi aprovada por maioria, com 14 votos a favor ( 10 do PS e 4 da Coligação Servir Portimão ), 4 votos na abstenção do PPD/PSD e 6 votos contra ( 3 da CDU e 3 do Bloco Esquerda ).