Número total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A ver navios ...



Funcionários de outros Municípios, como por exemplo o de Lagoa receberem os seus subsídios de Férias.

Os Funcionários do Município de Portimão, ficaram a ver navios…

 

Luís Miguel Martins

Somente para distraidos VIII ...

 

PSD faz queixa contra o PS à Polícia Judiciária

Portimão: em causa estão acusações de gestão danosa

Por: tvi24 / CLC | 2010-08-02 20:44
" O PSD de Portimão denunciou à Polícia Judiciária (PJ) a alegada gestão danosa praticada pela autarquia local (PS) e apresentou também queixas junto de outras entidades, informaram esta segunda-feira representantes do partido, em conferência de imprensa.

Em declarações à Lusa, à margem da conferência de imprensa, o presidente da concelhia do PSD de Portimão, Pedro Xavier, explicou que a denúncia à PJ foi entregue «pessoalmente» no Departamento de Investigação Criminal de Portimão.

As restantes queixas contra a autarquia foram enviadas por correio para o Tribunal de Contas, Inspecção Geral da Administração Local e Procuradoria Geral da República, acrescentou.

A edição online do jornal Barlavento avançou hoje que a denúncia na Polícia Judiciária e restantes queixas foram apresentadas a 28 de Julho.

A concelhia do PSD de Portimão pretende emitir um comunicado sobre o assunto, mas ainda não o fez por aguardar uma resposta oficial de que os processos deram entrada naquelas entidades.

Confrontada pela Lusa com o facto de estar a ser alvo de diversas queixas, fonte da Câmara de Portimão limitou-se a dizer que a autarquia desconhece por completo o teor das queixas e que, por isso, não fará comentários.

«Não sabemos o que se está a passar», disse a mesma fonte, acrescentando que a Câmara, de maioria PS, «não entrará em circos políticos».

Em declarações à Lusa, o líder do PSD/Algarve, Mendes Bota, acusou a Câmara de Portimão de «gastar mais do que tem» e classificou a situação de «alarmante» e «irresponsável», por causa do «crescimento exponencial do endividamento».
"
 

Somente para distraidos VII ...

Gestão camarária alvo de queixa do PSD à PJ

Publicado em 2010-08-03

0
0 0
"O PSD de Portimão denunciou à Polícia Judiciária (PJ) a alegada gestão danosa praticada pela Câmara, de maioria PS. Em conferência de imprensa realizada ontem, os social-democratas anunciaram também que apresentaram queixas junto de outras entidades. Em declarações à Lusa, o presidente da concelhia do PSD de Portimão, Pedro Xavier, explicou que a denúncia à PJ foi entregue "pessoalmente" no Departamento de Investigação Criminal de Portimão.
As restantes queixas contra a autarquia foram enviadas por correio para o Tribunal de Contas, Inspecção Geral da Administração Local e Procuradoria Geral da República, acrescentou.
Confrontada pela Lusa com o facto de estar a ser alvo de diversas queixas, fonte da Câmara de Portimão limitou-se a dizer que a autarquia desconhece por completo o teor das queixas e que, por isso, não fará comentários. “Não sabemos o que se está a passar”, disse a mesma fonte, acrescentando que a Câmara, de maioria PS, “não entrará em circos políticos”.
Na passada semana, a Câmara de Portimão anunciou um plano de saneamento financeiro a partir de Janeiro para reescalonar o pagamento da dívida de curto prazo para 12 anos.
O município tem actualmente uma dívida de curto prazo (três a cinco anos) na ordem dos 104 milhões de euros, mas o vice-presidente da autarquia, Luís Carito, garantiu à Lusa na passada semana que a capacidade de endividamento “não está esgotada”. "

Link: http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Faro&Concelho=Portim%EF%BF%BDo&Option=Interior&content_id=1632596&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+JN-PAIS+(JN+-+Pais)

Somente para distraidos VI ...

Gestão camarária alvo de queixa do PSD à PJ
jn.sapo.pt | discovered: terça-feira, 3 de Agosto de 2010 00:49:00 | published: terça-feira, 3 de Agosto de 2010 00:49:00
"O PSD de Portimão denunciou à Polícia Judiciária (PJ) a alegada gestão danosa praticada pela Câmara, de maioria PS. Em conferência de imprensa realizada ontem, os social-democratas anunciaram também que apresentaram queixas junto de outras entidades. ... "
 

Somente para distraidos V ...

Gestão camarária alvo de queixa do PSD à PJ


"Nacional Publicado por Jornal de Notícias 03/08-2010 @ 00:30
O PSD de Portimão denunciou à Polícia Judiciária (PJ) a alegada gestão danosa praticada pela Câmara, de maioria PS. Em conferência de imprensa realizada ontem, os social-democratas anunciaram também que apresentaram queixas junto de outras entidades. Em declarações à Lusa, o presidente da concelhia do PSD de Portimão, Pedro Xavier, explicou que a denúncia à PJ foi entregue "pessoalmente" no Departamento de Investigação Criminal de Portimão."
 

Somente para distraidos IV ...

PSD denuncia «gestão danosa» do PS na autarquia de Portimão

" O PSD de Portimão apresentou na semana passada (28 de Julho) uma denúncia na Polícia Judiciária e queixas na Procuradoria-Geral da República, na Inspecção Geral da Administração Local e no Tribunal de Contas referindo-se a uma situação de alegada «gestão danosa» da Câmara Municipal, de maioria socialista.

A revelação foi feita segunda-feira, numa conferência de imprensa na sede dos social-democratas portimonenses, por Miguel Martins, vice-presidente da Concelhia do PSD e membro da Assembleia Municipal.
De acordo com o jornal Barlavento, o PSD de Portimão vai votar contra o plano de saneamento financeiro da Câmara quando este for discutido na sessão da Assembleia Municipal na próxima quinta-feira.
O mesmo jornal diz, noutro artigo, que o executivo socialista da Câmara de Portimão desconhece por completo o teor das queixas do PSD entregues à PJ e outras entidades e que, por isso, não comenta. "
 

Somente para distraidos III ...

PSD de Portimão apresenta queixas na PJ e PGR contra o executivo da Câmara de Portimão

Foto
joão tiago Ver Fotos »
Câmara Municipal de Portimão
" O PSD de Portimão apresentou, a 28 de Julho, uma denúncia na Polícia Judiciária e queixas na Procuradoria-Geral da República, na Inspeção Geral da Administração Local e no Tribunal de Contas referentes à situação de alegada «gestão danosa» da Câmara Municipal, de maioria socialista.
A revelação foi feita hoje, em conferência de imprensa na sede dos social-democratas portimonenses, por Miguel Martins, vice-presidente da Concelhia do PSD e membro da Assembleia Municipal.

A responsabilização «individualizada, política, administrativa, civil e até criminal da gestão incoerente e irresponsável de que foi alvo o erário público do Município de Portimão, nos últimos cinco anos» foi, aliás, uma das reivindicações apresentadas pelo PSD numa conferência de imprensa que serviu para os social-democratas portimonenses lançarem fortes críticas ao executivo municipal liderado pelo socialista Manuel da Luz.

Mendes Bota, presidente do PSD/Algarve, também presente, deu o mote às críticas, ao considerar a gestão camarária como «danosa e irresponsável», «comprometendo o futuro dos portimonenses».

«A festa chegou ao fim», disse Mendes Bota, salientando que os social-democratas exigem «que as autoridades que exercem a tutela têm que intervir urgentemente para evitar o grande estouro de uma autarquia com a importância de Portimão».

Na opinião do líder algarvio dos social-democratas, o executivo de Manuel da Luz não pode agora «passar de uma esponja sobre anos de gestão danosa, com um plano de saneamento financeiro que vai hipotecar as gerações futuras».

Segundo o PSD, e citando dados do próprio plano de saneamento financeiro a 12 anos da Câmara de Portimão, a dívida a curto prazo (a um ano) é de 104 milhões de euros, a que acrescem outros 150 milhões a médio e longo prazo.

Os laranjas portimonenses consideram ser «falso» o argumento da Câmara de que a sua situação financeira é «consequência de uma queda de receitas» e citam mesmo a página 66 do plano de saneamento financeiro onde se verifica que as «receitas correntes subiram entre 2005 e 2009 à razão de 14%».

Por isso, garantem, «o desequilíbrio financeiro do Município de Portimão é estrutural e não conjuntural», revelando que, enquanto em 2008 o prejuízo mensal da Câmara era de 1,5 milhões de euros e em 2009 de 3,3 milhões, neste ano de 2010, e segundo dados até 31 de Maio, esse prejuízo mensal tinha subido para 4,1 milhões.


Entre as principais medidas de reequilíbrio defendidas no plano de saneamento da Câmara, que será submetido a aprovação na Assembleia Municipal de Portimão na quinta-feira, dia 5 de Agosto, está a venda de 49 por cento do capital da EMARP, a Empresa Municipal de Águas e Resíduos de Portimão, a única das duas empresas municipais portimonenses que dá lucro.

Os social-democratas, pela voz do vereador José Dias, manifestaram a sua total oposição à venda da EMARP, já que, salientaram, «além de considerarmos que a água é um bem essencial e estratégico, devendo estar sob a alçada pública, a mesma é fruto de importantes receitas municipais».

A EMARP, acrescentam, «é a única empresa municipal viável e só neste exercício económico o Município de Portimão já lá foi buscar 3,6 milhões de euros [de dividendos], destinados ao pagamento de salários».

O PSD propõe, assim, a «extinção» das outras empresas municipais (a Portimão Urbis, que recentemente integrou numa mesma estrutura o universo das empresas municipais, à exceção da EMARP), «por se tratar de entidades extremamente deficitárias e que nunca trouxeram mais valias ao Município de Portimão e aos seus munícipes».

«Não tenhamos dúvidas que as empresas municipais servem apenas para desorçamentar, para colocar os boys e as girls e para contratar as empresas amigas», garantiu Miguel Martins.

Alvo de duras críticas foi igualmente a medida que propõe a imposição da taxa máxima de IMI durante um período de 12 anos, como forma de aumentar as receitas. Para os social-democratas, isso vai traduzir-se «num aumento da carga fiscal para os munícipes, na desvalorização do património imobiliário e na deslocação de pessoas e empresas para os concelhos confinantes».

Quanto aos eventos (concertos, festas, provas desportivas e festivais), os social-democratas defendem que a Câmara dever «apostar somente na promoção de um ou dois eventos estratégicos» de alcance nacional e internacional.

Outra das medidas incluídas no plano de saneamento financeiro, a criação de um Fundo Imobiliário com o património municipal, é também alvo de oposição por parte do PSD de Portimão.

Para os social-democratas, em vez de medidas que consideram ser «para mascarar», o Município de Portimão «deveria cortar de forma radical na sua despesa», bem como «aprovar orçamentos realistas e não fraudulentos» e ainda renegociar «com credores a dívida a curto, médio e longo prazo».

Interrogados sobre se consideram que o corte nas despesas deve passar pela diminuição do número de funcionários, como consta do plano de saneamento financeiro, Pedro Xavier, presidente da Concelhia do PSD de Portimão, salientou que o que o seu partido pretende é, antes, um escrutínio mais apertado das despesas.

«O despesismo deve ser analisado fatura a fatura, protocolo a protocolo» e essa análise deve ser feita «pelos próprios técnicos da Câmara, que conhecem por dentro a realidade» e não por «dois senhores de Lisboa contratados», salientou Xavier.

O PSD de Portimão, que votará contra o plano de saneamento financeiro da Câmara quando este for discutido na sessão da Assembleia Municipal da próxima quinta-feira, terminou a sua conferência de imprensa voltando a exigir a demissão «do presidente e vice-presidente da Câmara» (Manuel da Luz e Luís Carito), que consideram ser «os responsáveis pela situação calamitosa a que a autarquia chegou». "


Link: http://www.barlavento.pt/index.php/noticia?id=43711&tnid=1




Somente para distraidos II ...

 
Portimão: PSD denuncia autarquia socialista à PJ por alegada gestão danosa

por Marta F. Reis com Agência Lusa , Publicado em 02 de Agosto de 2010




"O PSD de Portimão denunciou à Polícia Judiciária (PJ) a alegada gestão danosa praticada pela autarquia local (PS) e apresentou também queixas junto de outras entidades, informaram hoje representantes do partido, em conferência de imprensa.
Em declarações à Lusa, à margem da conferência de imprensa, o presidente da concelhia do PSD de Portimão, Pedro Xavier, explicou que a denúncia à PJ foi entregue “pessoalmente” no Departamento de Investigação Criminal de Portimão.
As restantes queixas contra a autarquia foram enviadas por correio para o Tribunal de Contas, Inspecção Geral da Administração Local e Procuradoria Geral da República, acrescentou.
A edição online do jornal Barlavento avançou hoje que a denúncia na Polícia Judiciária e restantes queixas foram apresentadas a 28 de julho.
A concelhia do PSD de Portimão pretende emitir um comunicado sobre o assunto, mas ainda não o fez por aguardar uma resposta oficial de que os processos deram entrada naquelas entidades.
Confrontada pela Lusa com o facto de estar a ser alvo de diversas queixas, fonte da Câmara de Portimão limitou-se a dizer que a autarquia desconhece por completo o teor das queixas e que, por isso, não fará comentários.
“Não sabemos o que se está a passar”, disse a mesma fonte, acrescentando que a Câmara, de maioria PS, “não entrará em circos políticos”.
Na passada semana, a Câmara de Portimão anunciou que vai implementar um plano de saneamento financeiro a partir de janeiro de 2011 para reescalonar o pagamento da dívida de curto prazo para 12 anos.
O município tem atualmente uma dívida de curto prazo (três a cinco anos) na ordem dos 104 milhões de euros, mas o vice-presidente da autarquia, Luís Carito, garantiu à Lusa na passada semana que a capacidade de endividamento “não está esgotada”.
Em declarações à Lusa, o líder do PSD/Algarve, Mendes Bota, acusou a Câmara de Portimão de “gastar mais do que tem” e classificou a situação de “alarmante” e “irresponsável”, por causa do “crescimento exponencial do endividamento”.
O líder dos sociais democratas algarvios disse ainda que é uma má estratégia alienar 49 por cento da Empresa Municipal de Águas e Resíduos (EMARP) – uma das medidas previstas no plano -, uma vez que esta é a única empresa pública que, segundo ele, “dá lucro”.
“Isto [o plano de saneamento] é um balão de oxigénio para dois anos e depois, nessa altura, vai voltar tudo ao mesmo”, criticou o presidente da concelhia, Pedro Xavier, sugerindo que devia ser o Estado a liderar este processo, como aconteceu na Câmara de Lisboa.
Fonte da autarquia contactada pela Lusa disse, por seu turno, que o plano “é um ato de boa gestão” e que pretende ser uma “resposta à conjuntura atual de crise à qual Portugal e Portimão não estão imunes”.
A mesma fonte afirmou ainda não “reconhecer credibilidade” às críticas que são apontadas à autarquia pelo PSD.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico."
 
Luís Miguel Martins

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Somente para distraídos I ...




Somente os muito, muito, muito, muito, muito, mas mesmo muito distraídos é que foram apanhados de surpresa…

 

Luís Miguel Martins

Intervenção na Assembleia Municipal Portimão


Intervenção de Luís Miguel Martins, autarca e Vice-Presidente do PSD/Portimão na Assembleia Municipal do passado dia 26 de Junho de 2013.
 
“ Encontramo-nos aqui hoje para entre outros pontos apreciar a Informação escrita apresentada previamente pelo Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Portimão, Dr. Manuel da Luz.
Permita-me V. Exc. que em detrimento de abordar o que fez, dedique o meu escasso tempo ao que não fez, ou melhor ao que constantemente se esquece de colocar na sua informação, ao longo destes últimos anos.
Deu V. Exc. esta semana uma conferência de imprensa onde abordou precisamente o mesmo assunto, aliás disse V. Exc que “ Se tivesse conhecimento de algum indício grave, teria procedido em conformidade ”.
Primeiro que tudo dou as boas vindas a V. Exc. ao Município de Portimão, na medida em que após ler a sua conferencia de impressa, constata-se que não esteve em Portimão nos últimos 4 anos.
No entanto…
Esqueceu-se V. Exc. que desde 2008/9, ainda na legislatura anterior, os autarcas do PSD intentaram acções contra esta edilidade, somente para terem acesso à documentação que legalmente tinham direito ?
Esqueceu-se V. Exc. que já nesta legislatura inúmeras acções foram igualmente intentadas pelos autarcas do PSD, somente para terem acesso à informação que pelo seu executivo ilegalmente lhes era sonegada ?
Esqueceu-se V. Exc. que a bancada do PSD aguardou mais de 2 anos, para que um determinado parecer jurídico fosse disponibilizado pelo seu ministro das Finanças?
Esqueceu-se V. Exc. quantas e quantas vezes a bancada do PSD alertou, consciente e frontalmente, que Portimão era um caso de Policia ?
Esqueceu-se V. Exc. que os autarcas do PSD entregaram formalmente na Policia Judiciária e outras instituições documento processual a denunciar  determinados procedimentos administrativos ?
Certamente esqueceu-se V. Exc. que mesmo nesta sala em finais de 2011 riu e ironizou com essa mesma denuncia à data apresentada.
Pena é que não ria agora !
Esqueceu-se V. Exc. que os autarcas do PSD intentaram providências cautelares contra a edilidade que V. Exc. preside, na defesa dos interesses de Portimão e dos Portimonenses ?
Esqueceu-se ainda V. Exc. que os autarcas do PSD intentaram peças processuais junto do Tribunal de Contas e Assembleia da República no âmbito dos processos de Saneamento Financeiro e no âmbito do agora PAEL ? Cujo paradeiro é de todo desconhecido …
Mas assumindo V. Exc. o pelouro financeiro, aguardamos que nos indique onde e como está o PAEl ???
Disto tudo V. Exc. teve conhecimento.
A isto V. Exc. ignorou.
Sr. Presidente se isto não são indícios graves de que algo vai mal no reino de Portimão, então teremos que questionar, um verdadeiro Pai de Família, para ele contextualizar o que  são indícios graves, e não aquele que pretensamente se apresentou aqui como tal.
 
Perante tal, questiona a bancada do PSD, como tem V. Exc. coragem e discernimento para afirmar que “ Se tivesse conhecimento de algum indício grave, teria procedido em conformidade ”.
Anuncia V. Exc., agora, uma auditoria externa às contas da Portimão Urbis.
Curioso, pois na Assembleia Municipal de 7 de Maio de 2013 foi denunciado pela bancada do PSD a não justificação de 63 milhões de euros a cargos da Portimão Urbis, e V. Exc. nada fez.
...
Exmo. Sr. Presidente, Dr. Manuel da Luz, se dúvidas haviam que não tinha condições de gerir o Município de Portimão, agora as mesma foram totalmente dissipadas.
Mas descanse que não vou pedir a sua demissão, não vou pedir para bater com a porta… pelo menos sozinho.
Ainda que a responsabilidade tenha que ser por si assumida na qualidade de Presidente da Câmara, a mesma deverá ser partilhada pelos restantes vereadores socialistas do executivo, bem como por todos os membros da Assembleia Municipal da bancada do PS que cegamente, de forma meramente nominal, aprovaram os simulados e fraudulentos orçamentos e os irrealistas planos de saneamento, agora designados de PAEL.
Tenho dito.
Luís Miguel Martins “
 
Luís Miguel Martins

terça-feira, 25 de junho de 2013

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Comunicado



O Confessionário de Portimão não foi apanhado de surpresa no que concerne o processo que corre contra determinados autarcas do Município de Portimão.

É do conhecimento geral que não só o Partido Social Democrata apresentou formalmente denuncias daquilo que se pode designar de incoerências e irregularidades aferidas na gestão do erário público em Portimão, como alertou para determinados procedimentos, bem como sempre os seus autarcas avisaram que Portimão era um acaso de Policia ( em sede própria ), com as devida responsabilidade que as palavras merecem e acarretam.

No que concerne os visados em si, há justiça o que é da justiça e nesses termos o Confessionário de Portimão, não se irá pronunciar sobre os mesmos, desejando somente que a verdade seja de todos conhecida, que se faça justiça e que o Município de Portimão e os Portimonenses sejam respeitados, considerados e ressarcidos .

A conduta do Partido Social Democrata e dos seus autarcas sempre foi frontal, directa e isenta. Nunca nenhuma conduta ou opinião/comunicado foi formulado tendo em conta graus de parentescos/afinidades/amizade, interesses empresarias ou um qualquer ajuste directo. As medidas tomadas pelo Partido Social Democrata e seus autarcas tiveram sempre em causa unicamente os interesses de Portimão e dos Portimonenses.

Nesse sentido, seja a 3 meses das eleições, a 3 dias ou mesmo a 1 dia do acto eleitoral o Partido Social Democrata e seus autarcas não deixarão de defender de forma frontal e isenta os interesses de Portimão e dos Portimonenses.

Do acima expresso não tenho dúvida nenhuma, ainda que este texto somente vincule o Administrador do Confessionário de Portimão.

 

Luís Miguel Martins

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Confessionário envia um forte Aperto de Mão



 

O Confessionário de Portimão, na pessoa do seu Administrador, descobriu que hoje é o dia Internacional do Aperto de Mão.

Isso mesmo…

Dia Internacional do Aperto de Mão.

O aperto de mão que dependendo da cultura é entendido como um gesto social relevante que expressa um sentimento positivo de amizade, afinidade ou confiança entre dois seres-humanos.

A todos os seus amigos o Confessionário envia um forte Aperto de Mão.


Luís Miguel Martins

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Confessionário de Portimão supera as 75.000 visitas



Ilustres amigos,
 O Confessionário de Portimão agradece em nome do seu Administrador, Luís Miguel Martins, as mais de 75.000 visitas.
Grato a todo(a)s pela vossa participação.


Luís Miguel Martins  

Operação recolha dos animais no Porto de Portimão a 26 de Junho



Depois de ter entrado em contacto com a Delegação Sul da estrutura Orgânica do IPTM;
Depois de ter entrado em contacto com o Porto de Portimão e ter falado com o secretariado e posteriormente com o Sr. Fernando Leote;
Depois de ter contactado pessoalmente o Eng. José David, foi-me atestado que no próximo dia 26 de Junho, pelas 09:00, será levado a cabo uma operação de recolha dos animais, juntamente entre os dois Municípios, policia Marítima e GNR.
Termos em que, aconselha o Confessionário de Portimão que transeuntes, pescadores e ciclistas evitam circular sozinhos e desprotegidos na zona adjacente ao Porto de Portimão até à conclusão da supra referida operação.
Cumprimentos a todos.

Luís Miguel Martins
Autarca, Cidadão e Ciclista.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Os Professores reprovaram...


O ano tem uma duração de 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 48 segundos aproximadamente. Tempo mais que suficiente para os Professores  se possam manifestar e lutarem por aquilo que entendem .
Nesses termos, por muita razão que os Professores tenham, os sindicatos dos professores perderam ad initio essa razão a partir do momento em que marcaram uma greve para um dia de exames fundamentais para o futuro dos alunos Portugueses.
Os Professores utilizaram os seus alunos e designadamente o futuro dos seus alunos como armadura e escudo de luta.
O presente e o futuro encarregar-se-ão de julgar os prevaricadores.
 
Por mim os Professores reprovaram…

 

Luís Miguel Martins

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Que recomece a campanha eleitoral



Ao que parece a alegada sondagem levada a cabo pelo Barlavento já findou.

Sendo totalmente avesso a este tipo de iniciativas, nos termos, moldes e convicções que foi feita, independente do seu resultado final, que de modo nenhum pode nem deve ser ignorado, julgo ter chegado o tempo de respeitarem as diversas candidaturas e respectivos candidatos, sejam de que cor política forem ou mesmo independentes.

Enceta o Confessionário de Portimão, depois de passada esta eufórica semana de sondagens, votos que os candidatos e candidaturas se respeitem mutuamente e sejam ignoradas as vozes e discursos paralelos à campanha que se quer elevada e digna.

Ainda que afirmativamente tendencioso no seu apoio à candidatura do Pedro Castelo Xavier, o Confessionário de Portimão envia cordiais e respeitosos cumprimentos a todo(a)s  
 o(a)s candidato(a)s.

 

Luís Miguel Martins

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Candidato corre sozinho ...




Organizaram umas pseudo sondagens;

Quiseram “correr” com a candidatura do Pedro Castelo Xavier;

No fim de contas,

O Pedro Castelo Xavier acabou por correr sozinho…

 
Outros ( Independentes ) 0,9%

CDS/PP – 5.6%

PS – 10%

PSD ( Pedro Castelo Xavier ) – 79,4%

 

Luís Miguel Martins

terça-feira, 11 de junho de 2013

Alegada Sondagem provoca primeiro KO Técnico das autárquicas



O Confessionário de Portimão quis ouvir opinião de reputado analista, sobre os recentes resultados da alegada sondagem que decorre no Barlavento.
Segundo o reputado analista tratou-se do primeiro  KO Técnico das autárquicas

Luís Miguel Martins

Venda de PC´s dispara em Portimão ...


O Confessionário de Portimão granjeou a informação de que reputado membro de determinado partido local, arrendou hoje armazém para instalação de plataforma informática.
Ao que parece a operação está relacionada com determinada sondagem que se encontra a decorrer para os lados do Barlavento.

Luís Miguel Martins

O tiro saiu pela culatra...



Um passarinho contou ao Confessionário que o tiro saiu pela culatra…

Ao que parece, alguns investiram o seu tempo em tentar descredibilizar a candidatura do Pedro Castelo Xavier, passando uma ideia de que a candidatura do parceiro da coligação Governativa e inclusivamente de um grupo de cidadãos independentes teriam alegadamente melhor resultado que o corajosa, disponível e convicto Pedro Castelo Xavier.

Ainda  que o Confessionário seja contra a alegada e pretensa sondagem, não se pode deixar de ironizar os 6,1% do candidato do partido parceiro na coligação governativa, dos insignificantes 1% de terceiros ( entenda-se independentes ), dos 12,1% da candidata do PS perante os 75,9% do candidato Pedro Castelo Xavier.

Luís Miguel Martins

sexta-feira, 7 de junho de 2013

O que vai mal em Portimão em véspera de eleição ???


O Município está falido mas ninguém lhes tira o sorriso.

A candidata já compromete, assina compromissos, ou pelo menos parece.

Alguns jogadores confundem o plantel, com o seu teatral papel.

Um jornal promove a confusão, e anda tudo a brincar à eleição.

Isto é que vai uma grande confusão, em terras de Portimão…

 

Luís Miguel Martins

Um Passarinho contou ao Confessionário ...



 

Um passarinho contou ao Confessionário de Portimão, que alguém anda muito insatisfeito no meio desta confusão,

Confusão, mas qual confusão ?

 Perguntou o Confessionário ao passarão.

Respondeu o bichinho, que era aquela que alguns queriam causar,

quiçá provocada por algum mal estar,

Indiferente continua o Confessionário,

 junto daqueles que apoia e que são do seu total agrado.

 

Luís Miguel Martins