Número total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Triste confissão …




Triste confissão …
Na passada segunda feira, desloquei-me com um amigo, cliente e potencial investidor a Alvor.
Fomos almoçar a um reconhecido restaurante local, onde uma saborosa e distinta cataplana nos aguardava.
Ao direcionar-me de Portimão para Alvor, pela V3, a paisagem era desoladora. Passeios com pedras da calçada soltas, passadeiras gastas e quase invisíveis a olho nu, palmeiras envelhecidas, descuidadas, abandonadas e doentes, e até erva daninha na berma da estrada a ameaçar invadir a mesma em algumas partes do percurso.
Enfim… Um cenário tenebroso que afastaria de imediato o mais corajoso dos investidores.
Eis que ao chegarmos a Alvor, o meu ilustre convidado foi brindado, com mais uma visão aterrorizadora do melhor que a (IN)Gestão deste Regime tem para oferecer.
Uma rotunda, num local turístico, idílico, junto a Hotéis de referência e outros distintos equipamentos e investimentos, suja, mal tratada, totalmente abandonada, com a vegetação a entrar na faixa de rodagem, rodeada das mesmas palmeiras descuidadas que já vínhamos a constatar nos últimos 3 Km.
Enfim… Envergonhado e sem palavras.
Mais não digo, mas deixo uma questão.
É isto que este Regime tem para oferecer a Portimão, Portimonenses, visitantes e aos potenciais investidores ???
 

Luís Miguel Martins

 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.