Número total de visualizações de página

quinta-feira, 27 de maio de 2010

A confissão do Sr. José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa


Aquando a sua confissão no Confessionário de Portimão, um senhor de nome José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, confessou que:

“Se eu podia viver sem crise, sem desemprego, sem manifestações, sem o desperdício dos dinheiros públicos, sem a entrega da gestão das auto-estradas e hospitais aos privados, sem a contratação de Boys e mais Boys, sem o controlo sob os media, sem uma “pseudo” licenciatura concluída ao domingo por fax, sem ver o nome da minha pessoa e meus familiares ligado ao caso “freeport”, sem TVG e novo aeroporto e sem o aumento de impostos.”

“Se eu ainda conseguia viver com salários altos, com qualidade de vida, com segurança, com gerações futuras livres do excessivo endividamento, com um novo modelo de desenvolvimento que não importasse o constante endividamento excessivo do Estado. ”

“Poder até podia, mas não seria a mesma coisa”

Frase atribuída ao Sr. José Sócrates por Luís Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.