Número total de visualizações de página

terça-feira, 22 de junho de 2010

As escutas Inaudíveis do Sr. Sócrates




A comissão ao caso PT/TVI teve um fim inglório. Pois aferiu-se que o Governo teve conhecimento do negócio antes da data que mencionou, que o Sr. Sócrates teve conhecimento do referido negócio muito antes da data que tinha confessado.

Mas igualmente se aferiu, que independentemente do Governo e do Sr. Sócrates terem tido conhecimento do referido negócio antes das datas assumidas e pelos visados confessadas, descobriu-se que afinal ninguém mentiu.

A comissão aferiu igualmente, que houve claras tentativas, para instrumentalizar uma televisão privada por parte do Governo e Sr. Sócrates, desmentindo-os. No entanto findo o inquérito, não foi tomada nem aconselha a aplicação de medidas sancionatórias e correctivas.
Belo país este, não?

O presidente da referida comissão bloqueou o acesso às escutas, favorecendo o Governo e o Sr. Sócrates. Não permitindo que os Portugueses tivessem um efectivo e real conhecimento, dos actos políticos de bastidores levados acabo pelos visados.
E isto tudo, numa salinha da Assembleia da República. Estandarte da Democracia representativa dos Portugueses.

Em outras partes do mundo, como em muitos países da América Latina, da Ásia e até do continente Africano, tais acusações, tais indícios e tamanha falta de coragem aquando o decorrer do inquérito, seria motivo de pagode, descrédito, infâmia e seria vulgar ouvir dizer “Pois, pois, mas naquele país são todos uma cambada de corruptos.”, ou “ Pois, pois, em Portugal ninguém fazia isso, pois temos regras democráticas e um sistema judicial eficaz e eficiente.”, ou melhor “ Em Portugal jamais…jamais…”.
Pois, pois, mas em Portugal o que se diz, provavelmente é um “ Lá te safaste à custa de um entendimento que não permite o acesso ás escutas (ainda que outros, considerem de forma diferente).

E findo o referido inquérito da comissão, querem quer que “nós” é que tentamos controlar um canal de televisão privado? Querem ver…


Luís Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.