Número total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de março de 2015

Poema: Algarve





" ALGARVE

Peço-te, Algarve, que digas
Por que és terra feiticeira?

A graça das raparigas...
As flores d'amendoeira...
Os gracejos, as cantigas...
O trajar da montanheira...

Os bailaricos mandados
Com poesia brejeira...
Os doces aprimorados...
A suave medronheira...

Lendas... Mouras encantadas...
O encanto da cor trigueira
E as chaminés rendilhadas
Quem seria a bordadeira?..

Diz, Algarve, como tu és
Um amor p'ra a vida inteira!

Comer figos da figueira...
Os saborosos mariscos...
Cataplanas, que petiscos!
Tentação à bebedeira...

Nadar no mar ternura
O oceano é banheira...
Praias sem fim de lonjura
A areia é longa esteira...

O sol! O sol está despido
É um Deus à soalheira...
O luar dá-lhe um vestido
E sonhos por travesseira...

Simplesmente enfeitiçados
Os corações, os sentidos,
Há lindos olhos fechados
A ti, ALGARVE, rendidos! "

Poema: Manuel Ponce (Faro)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.