Número total de visualizações de página

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Análise às contas do Município a Junho/2013



Análise real às contas do Município de Portimão, tendo como base o relatório de contas a 30 de Junho, disponibilizado pelo executivo e entregue aos autarcas:
 
Nos últimos documentos vindos a público, com situação reportada a 30 de Junho de 2014, o Município de Portimão (e só este) demonstra o seguinte:
 

 
 
Em Junho/2013 a Receita global foi de19,7 (milhões de euros)
Em Junho/2014 a Receita global foi de 20,7 (milhões de euros)

 
Ou seja, a receita subiu. Este facto é determinado pelo aumento da
receita do I.M.I. em 1,3 milhões de euros.
 
Para quem anda a dizer que a receita diminuiu, não está mal.
 
Outro facto digno de notar é a discrepância na informação da redução de despesa, observe-se:
 
Junho/2013 a despesa foi de 25,2 (milhões de euros)
Junho/2014 a despesa foi de 27,1 (milhões de euros)

 
Ou seja, a despesa subiu quase dois milhões de euros, em termos
comparativos com igual período do ano anterior.
Não obstante, verificam-se grandes contradições no relatório, como seja dizer-se que há melhoria significativa dos resultados operacionais, demonstrando a eficácia das medidas de contenção da despesa implementadas pelo executivo municipal.

 
O que talvez tenha trazido algum travão ao despesismo, foi a Lei dos compromissos, quando não, a festa continuaria.
 
Agora quanto aos resultados operacionais, é de questionar qual é a
melhoria, quando os números globais mostram:
 
Junho/2013 perdas no valor de 4,7 (milhões de euros)
Junho/2014 perdas no valor de 5,7 (milhões de euros)


 
Seja então que, em seis meses de 2014, há um agravamento do “buraco” em mais um milhão de euros.

 
Uma outra questão interessante, na pág. 5 do relatório, diz-se que o
total de compromissos é de 247 milhões de euros.

 
 
Ou seja, agora já se reconhece 247 milhões de Passivo.
 
Em breve, breve chegará aos 400 milhões com o que foi retirado à E.M.A.R.P a título de redução de capital, mais o Passivo da Urbis e os Passivos ainda não considerados, mas que já vêm aos poucos e poucos a ser assumidos nas contas.

 

 

1 comentário:

  1. Esta e outras "desmontagens" dos numeros "oficiais" maquilhados,tem de ser ampla e insistentemente divulgada aos Portimonenses,senão a pouca vergonha e o roga-bofe,nunca irão acabar.

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.