Número total de visualizações de página

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Regime tenta ( novamente ) instalar parquímetros na Rocha sem ouvir os Portimonenses



Regime tenta ( novamente ) instalar parquímetros na Rocha sem ouvir os Portimonenses
 
Quando se pensava que já se tinha visto tudo, eis que estes Novos Velhos Rumos voltam a surpreender.
Depois de na passada Assembleia Extraordinária, de 4 de Junho, cujo ponto único era a discussão e votação da proposta de regulamento específica das zonas de estacionamento controlado da Praia da Rocha, ter sido retirada a pedido da oposição, pelo executivo com o fundamento da falta de discussão pública.
O executivo presente, todo composto excepto a Sra. Dra. Isilda Gomes, decidiu retirar a proposta e fundamentou que iria ser colocada a discussão pública por um período de 30 dias, tal como tinha anteriormente feito com o regulamento de estacionamento específico para o centro de Portimão.
Eis que senão, estes Novos Velhos Rumos voltam com a sua palavras atrás,
Desmentindo-se,
Apunhalando os Portimonenses pelas costas,
E agendam novo Assembleia Municipal, onde o ponto 4-3 será precisamente a discussão e votação da proposta de regulamento específica das zonas de estacionamento controlado da Praia da Rocha.
Duas questões importa discutir:
a)      Como se atrevem estes Novos Velhos Rumos a dar o dito por não dito,  voltar com a palavra a trás apunhalando todos os Portimonenses.
Confesso ser algo nunca antes visto, nem no reinado do Dr. Manuel da Luz e do Dr. Luís Carito.
Além de lamentável, é vergonhoso e um claro atentado a uma administração que se quer democrata, aberta e transparente.
 
b)      Como ficam os elementos do executivo a saber Eng. Castelão, Dra. Ana e Dr. Pedro Xavier que, em representação do executivo, em plena Sessão de Assembleia Municipal conscientemente decidiram retirar o ponto em apreço da ordem de trabalho, afirmando que o mesmo seria colocado em discussão pública, para os Portimonenses se pronunciarem.
Mas não terão esses membros do executivo vontade própria ? Ou em jeito de fantoche hoje dizem uma coisa e amanhã fazem precisamente o contrário, de acordo com uma vontade distinta da sua...
Esta falta de confiança política que lhes é demonstrada devia ser motivo mais que suficiente para os mesmos apresentarem a sua demissão, mas outros valores certamente falarão mais alto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.