Número total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Alienação da EMARP verdade ou boato ????


No fim de Julho de 2010 o Partido Social Democrata, através da sua estrutura em Portimão denunciou e alertou que o executivo socialista pretendia alienar 49% da EMARP.


Ao seu jeito ilusório, o executivo socialista apressou-me a desmentir esse facto, ainda que fosse inegável, conforme documento nesta peça publicado.


Alegou o executivo socialista de que se tratava de um “boato”.


No entanto, sempre mencionou, que a alienação do capital da EMARP só seria efectuado após estudos rigorosos e elaborados por entidade idónea, como por exemplo uma Universidade.


Acresce que, logo em 05 de Agosto, foi pelo executivo proposto em Sessão de Assembleia Municipal e por aquela força política aprovado um Projecto de Saneamento Financeiro ( o primeiro de 3 até á data ) onde expressamente constava a alienação de 49% do capital social da EMARP.


Logo se colocou a questão.
Era “boato” ? Onde está o alegado estudo Universitário nesse sentido ? Tratou o executivo socialista os funcionários da EMARP e os Portimonenses como tolos, como que querendo esconder o sol com uma peneira.


No entanto, não satisfeitos, em Janeiro último, aquando a aprovação do orçamento de 2011 o Exmo. Sr. Presidente da Câmara de Portimão disse por palavras suas que era plano do executivo executar uma fusão entre a EMARP e a Portimão Urbis E.M.


Bem onde ficamos ? Quem dirige o lema sabe para que lado navegar ?


Ainda em Janeiro último segundo entrevista do mesmo Presidente da Câmara a um jornal distrital, a ideia da fusão entre a a EMARP e a Portimão Urbis E.M. é expressa.


Novamente uma questão se coloca:
b) Saberá o comandante desta nau, para que lado dirigir esta embarcação ?


A resposta parece-me óbvio. NÃO.


Certo é o facto de não ter sido “boato” a denuncia e alerta efectuado pelo Partido Social Democrata, mas sim uma verdade incontornável.


Incerto neste momento, é o que o executivo socialista pretende, alienar 49% da EMARP e encaixar mais uns milhões para esta politica da festa e do foguete ou levar a cabo uma fusão entre a EMARP e a Portimão Urbis E.M numa tentativa desesperada de salvar esta última da extinção.

Luis Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.