Número total de visualizações de página

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Câmara Municipal Portimão tenta "matar" comércio tradicional


Executivo Socialista da Câmara Municipal de Portimão, tenta “matar” comércio tradicional:


Não basta o concelho de Portimão ser recordista em grandes superfícies comerciais dentro da cidade, não basta o centro da cidade de Portimão estar apinhado de parquímetros que cobram valores exorbitantes, não basta o executivo Socialista optar pelo procedimento de Ajuste Directo e dessa forma contratar directamente e sem concurso público empresas sediadas fora de Portimão e do Algarve em detrimento e em desprezo das empresas e dos empresários de Portimão, e agora, com as alterações introduzidas, unilateralmente e à revelia dos comerciantes, no circuito urbano de transportes designado de “Vai e vem” é que pretendem “assassinar” o comércio tradicional de vez.


O executivo Socialista decidiu unilateralmente acabar com a paragem na rua da Hortinha e diminuir de forma significativa a circulação de autocarros na Alameda da República.


Mais um belo exemplo do despotismo vivido na cidade de Portimão. Os senhores que detêm o poder na mão decidem unilateralmente, sem se dignarem a ouvirem os comerciantes e pior tomando decisões que se traduzem na clara diminuição de transeuntes e logicamente em maiores e avultados prejuízos para com o comércio tradicional .
Luís Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.