Número total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

“ Mamã preciso de um rolo de papel higiénico .”.

“ Mamã preciso de um rolo de papel higiénico .”.
Foi esta a frase que uma mãe ouviu de um filho quando regressou da sua escola, em Portimão.
Ao ponto que isto chegou… Os professores aconselham os seus alunos a trazerem papel higiénico para a escola, pois o Município de Portimão, responsável pelo equipamento escolar nem se digna a comprar os utensílios mínimos para a higiene das crianças.
Novamente coloca-se a questão, como é possível um Município despender milhões de euros em festas, festanças e D.J e não ter capacidade sequer para fornecer papel higiénico às suas escolas.
Resposta: São a prioridades do Regime Vigente.

Luís Miguel Martins

8 comentários:

  1. Nada que nos espante. Viva a festa, ainda que seja em detrimento da higiene dos nossos filhos.

    ResponderEliminar
  2. Custa a acreditar. Parece anedota. O problema é que as festas dão votos. Isso do papel higiénico poucos sabem. Meu Deus onde já vai...Não mesmo nada a fazer?

    ResponderEliminar
  3. Mais uma que envergonha qualquer Portimonense. O Sr. Manuel da Luz e seus pares não obstante terem endividado a próxima geração, nem se dignam dar papel higiénico para esta limpar o traseiro.
    Vai-te embora pá

    ResponderEliminar
  4. Oh Manel e a malta agora como é que limpa o rabo?

    ResponderEliminar
  5. Agora compreendo a razão de alguns processos andarem a cheirar mal. Era a falta do papel higiénico.

    ResponderEliminar
  6. Pode parecer piada mas como encarregada de educação de uma menor acho lamentável. Viver numa cidade onde além dos impostos nacionais que já pagamos, mais os locais e as respectivas taxas e o Município nem dinheiro tem para dotar a escola do mínimo minimamente exigível para a higiene dos nossos filhos é de lamentar. Aposto que o Sr. Presidente e o Vice e todos os outros elementos não têm falta do famoso papel higiénico nos seus gabinetes nem trazem de casa. Deviam era limpar o rabinho com ortigas ou espinhos de rosa, podia ser que passassem a cheirar melhor.

    ResponderEliminar
  7. Infelizmente é uma realidade que tem sido muito pouco denunciada. Até no meu tempo as W.C tinham papel e um sabão azul para os alunos, hoje em dia premeiam-nos com escolas novas, teatros, museus, espectáculos, Méus e Sashas, almoços e almoçaradas, mas papel para higiene já não existe dinheiro. Francamente não compreendo e agradeço que alguém justifique.

    ResponderEliminar
  8. Com tantas manifestações a decorrer no pais e ninguém toma a iniciativa de fazer uma contra os gastos inúteis em Portimão,tais como festas, fogos de artifícios. Existem passadeiras por pintar, papel higiénico a faltar, mas onde irá parar Portimão.Crianças que vão para a escola com fome.Desemprego a aumentar ... Mas pergunto eu será que festas são assim tão importantes?E se o dinheiro fosse canalizado para pagar dividas da CMP e para a acção social? Mas quem sou eu para falar até porque só sirvo para trabalhar, pagar impostos e calar.

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.