Número total de visualizações de página

domingo, 20 de março de 2011

Sabia que em média a cada 12 dias nasce uma fundação em Portugal, dependente do erário público.



A desconsideração pelos contribuintes e não contribuintes bem como o assalto e a pilhagem ao erário público continua.

Desde que eclodiu a crise em 2008, já foram constituídas 88 fundações que sobrevivem à custa do erário público, perfazendo o bonito número de 639.

Em apenas 3 aninhos, foram criadas 88 fundações que dependem diretamente do erário público, o que significa que, em média a cada 12 dias nasce uma fundação em Portugal, dependente do erário público.

O fenómeno designado de “fundações em cogumelo”, tem sido utilizado não só para empregar os “Boys”, bem como para desorçamentar e permitir a prática de processos de despesas desprovidos de procedimentalização e fugir ao controlo do Tribunal de Contas e com isto lá continua-se a aumentar o buraco do endividamento público.

O aumento do peso do Estado e o financiamento do mesmo a todas as entidades criadas pelo poder político para seu proveito próprio e em claro prejuízo para toda a Nação Portuguesa tem que terminar e já.


Luís Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.