Número total de visualizações de página

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Assembleia Extraordinária: Parte II


Ontem, dia 28 de Novembro, decorreu mais uma Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal de Portimão.
No âmbito da discussão que antecedeu a deliberação da aplicação das Taxas Máximas do IMI, a oposição em peso não perdoou a gestão autista e negligente levada a cabo pelo Executivo Socialista que não só faliu o Município de Portimão como obrigará os Portimonenses a pagarem a factura de tão nefasta gestão.
Obviamente que a recusa de visto do Saneamento Financeiro foi abordada. Como também foi abordada e denunciada a responsabilidade política  e social não só do Executivo Socialista como dos membros da bancada do PS da Assembleia Municipal que têm constantemente aprovado orçamentos irrealistas, virtuais,  bem como aprovaram o agora recusa Plano de saneamento Financeiro.
De facto o ambiente da bancada Socialista era mórbido. Os antes alegres, risonhos, gozões e atrevidos socialistas não eram mais do que autarcas cabisbaixo, de rosto fechado, cientes bem que foram todos ele(a)s os únicos responsáveis pela situação gravíssima em que o Município e a sociedade Portimonense se encontra.
Por fim, a título de antecipação à oposição o Sr. Vice-Presidente da Câmara prometeu a entrega em 15 dias de pedido de realização de nova Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal, para voltar-se a discutir o Plano de Saneamento Financeiro, a 4.º em questão. A ver vamos se a promessa será cumprida, de minha parte não tenho a mínima dúvida que não será…
Luís Miguel Martins

1 comentário:

  1. É tão responsável o executivo socialista que colocou o nosso município num estado de pré-insolvência, como os membros da assembleia municipal afectos ao partido socialistas que aprovaram os consecutivos e desastrosos orçamentos e pior aprovaram esse nefasto plano de saneamento.
    A todos esses senhores e senhoras só uma conduta se exige. Que assumam a vossa responsabilidade e em nome de Portimão se demitam.
    Se fosse eu, tinha tanta vergonha que juro nem punha o nariz na rua.
    Um cidadão de portimão

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.