Número total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O Jornal que nunca mais comprarei ...

Na passada sexta-feira, desloquei-me por motivos profissionais a um Município Algarvio, que por acaso não era Portimão.
Levava comigo a minha pasta e dentro dela entre documentos diversos, um exemplar de um jornal que como sempre havia adquirido numa banca de jornais em Portimão no período da manhã, por x euros, uma vez que sou um confesso leitor assíduo e regular do mesmo e todas as semanas adquiro o mesmo pelo valor que se encontra à venda.
Ao entrar nas instalações da edilidade local, vislumbro que em cima de uma mesinha estão amontoados uns 100 exemplares, para distribuição gratuita, iguaizinhos ao que havia adquirido de manhã.
Fiquei perplexo. Nas bancas e tabaqueiras o jornal custava  e custa x euros, no hall de entrada de uma Câmara Municipal, ainda que no cabeçalho estivesse a informação do preço do jornal, o mesmo estava a ser distribuído de forma gratuita.
Conclusão: Nunca mais desembolsarei nem um cêntimo na aquisição daquele semanário. Ou o mesmo é igualmente distribuído gratuitamente em Portimão ou passo a ir todas as 6.º feiras ao edifício da Câmara desse Município Algarvio.
Luís Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.