Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

"Promoção" do Regime liminarmente Arrasada

Simplesmente arrasador.
Expressões como:
a)      “ Plano Saneamento de Portimão não espelha adequadamente a situação de desequilíbrio do Município e apresenta contradições…”;

b)      Detectada existência de empréstimo de 3 milhões de curto prazo, que não foi sujeito a fiscalização prévia do tribunal de Contas…”;

c)       “… responsabilidade financeira.”;

d)      “Plano não está fundamentado como a lei exige.”;

e)      “ O TC detectou ainda contradições no estudo da autarquia.”;

f)       “…excesso de endividamento no plano é de apenas 263 mil euros, quando o documento de prestação de contas de 2010 enviado pela Câmara ao TC refere mais de 32 milhões.”;


Luís Miguel Martins


5 comentários:

  1. Recurso! Recurso para quê ?
    Só mesmos por motivos dilatórios, assim quando estiverem a discutir/aprovar o orçamento os tais 90 e tal milhões do plano são lá enxertados e novamente erremos um orçamento virtual.

    ResponderEliminar
  2. Azar! Meteram-se na boca do lobo.
    A situação não será antes de desequilíbrio financeiro estrutural ou de ruptura financeira?
    Aguardemos pelo acórdão completo.

    ResponderEliminar
  3. Responsabilidade Financeira – esses senhores que sejam responsabilizados pelo que fizeram às finanças do município de Portimão e á nossa linda cidade.

    ResponderEliminar
  4. A verdade está a vir ao de cima. Mas muita coisa ainda está escondida debaixo das pedras.

    ResponderEliminar
  5. A questão agora é saber como resolver este problema.
    Já sabemos que o actual executivo é incompetente para o fazer, existe equipa com espírito de missão para esta árdua tarefa?

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.