Número total de visualizações de página

terça-feira, 21 de junho de 2011

Poder vigente ignora 90% da actividade económica local

O caos das placas em Portimão.


Já sabíamos que o poder vigente tem demonstrado um inqualificável “Know How” para gerir e administrar o nosso erário público, pois conseguiram que o Município de Portimão que em finais dos anos 90 era um dos mais ricos do país se tornasse num dos mais endividados do país, com uma taxa de desemprego extremamente alarmante .


Não obstante o supra mencionado, eis que o poder vigente e seus apaziguados voltam novamente a dar mostras da sua impreparação, falta de vocação e aptidão para gerir uma cidade.


As placas colocadas, ou melhor a amazónia de placas colocadas num dos principais acessos a Portimão onde se poderá constatar onde fica a PSD, Câmara Municipal, Tribunal, Turismo, grandes superfícies, Finanças, CP, Bombeiros, Hospital, Parque das Feiras, Porto Comercial, Portimão Arena, Farmácia Arade e outros são exemplo do desnorte e falta de bom senso que reina na gestão da cidade de Portimão.


Os nossos turistas entram em Portimão, confrontam uma amazónia de placas, em pleno cruzamento, algumas apontando na direcção oposta, mas não são informados onde fica o centro histórico e zona comercial da cidade ou onde ficam os restaurantes das sardinhas, nem as praias e hotéis.


Novamente a verdade tem que ser dita e a verdade é que esta poder vigente ignora o centro histórico e sua zona comercial, os restaurantes das sardinhas, hotéis e praias. Ou seja, o poder vigente ignora 90% da actividade económica Portimonense.


E esta heim…


Luís Miguel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.