Número total de visualizações de página

sábado, 24 de setembro de 2011

Processo EMARP – 1742 visitas de 2.º a 6.º feira

A divulgação da Verdade e partilha de informação, fez crescer a curiosidade e o sentido de responsabilidade dos Portimonenses, nos destinos de Portimão.
O Confessionário de Portimão esforça-se por demonstrar a verdade, sempre suportada em prova documental e esta situação não será excepção.
Nesses termos o Confessionário de Portimão agradece as 1742 visitas que teve durante a semana, mais precisamente as 296 na 2.º feira, 314 de 3.º feira, 344 na 4.º feira, 355 na 5.º feira e 433 na 6.º feira.
Os agradecimentos do Confessionário a todos.


7 comentários:

  1. Enquanto a verdade é divulgada e as pessoas tomam conhecimento da realidade, discutem-na e partilham opiniões, os soldadinhos vão fazendo o seu trabalho, intimidando jornais e jornalistas.
    Cambada de ditadores.

    ResponderEliminar
  2. É só continuar a mandar as verdades cá para fora, que nós agradecemos.
    Filipe

    ResponderEliminar
  3. O facto de quase todos os jornais e edições locais ignorarem a noticia é simplesmente lamentável e vergonhoso para a classe jornalística, por isso meu caro espero sinceramente que quando o seu partido chegar ao poder em Portimão, fechem de uma vez por todas a torneira a esses senhores .

    ResponderEliminar
  4. Eu fui um deles e aguardo pacientemente que o Dr. Luís publique os tais documentos. ´
    É que nos corredores da Câmara, andava ontem um rapazito, um puto, um gaiato, a dizer a todos com que se cruzava que isso era inteiramente falso. Na medida em que pacientemente aguardo pela sua publicação e que consiga juntamente com seus companheiros limpar o Município de Portimão de tanta sujidade e podridão que padece.
    Cumprimentos
    Guimarães Rodrigues

    ResponderEliminar
  5. Não tem a ver com este assunto, mas parece que vão construir um prédio no próprio Largo do Dique, com direito a apresentação no teatro Tempo, a coberto de uma nova (outra!!) requalificação daquela zona.

    ResponderEliminar
  6. Ninguém deve temer pela verdade e pela transparência!
    Todos somos poucos para ultrapassar os tempos dificéis que agora começamos e muito mais naqueles que se avizinham...Todos devemos primar pela legalidade dos actos tal como condenar quando houver necessidade de recurso a fundamentação legal para repôr a normalidade às situações adulteradas...Mas atenção, a prova dos factos torna-se imperativa !!!

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.