Número total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

EMARP – Disponibilidades Tesouraria em mínimos históricos


O Regime Vigente destrui as finanças do Município de Portimão, da Portimão Urbis E.M e prepara-se, desta feita para destruir as finanças da EMARP.
O primeiro sintoma da nefasta gestão do Regime já se começa a sentir. Conforme decorre da informação do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Portimão sobre a EMARP, que irá ser discutida na próxima Assembleia Municipal de dia 30 de Setembro, pelas 21:30, constata-se a folhas 6 no mapa de tesouraria, que aqui se publica, que no ano de 2011 as disponibilidades de Tesouraria atingiram os valores mais baixos dos últimos anos.
E ainda quer o Regime, subtrair mais de 3 milhões à EMARP, vendendo-lhe um equipamento cuja titularidade do direito de propriedade é extremamente duvidosa, ou se quiserem, cuja titularidade do Direito de Propriedade a EMARP pode arrogar-se …

Luís Miguel Martins

6 comentários:

  1. Não tarda muito e assim, começaremos a ver as ruas da nossa cidade cheias de lixo por ausência de meios para efectuar limpeza urbana e recolha do lixo...

    (CANECO!)

    ResponderEliminar
  2. Ah pois é, quando os funcionários da EMARP abrirem os olhinhos pode ser tarde demais.

    ResponderEliminar
  3. continuação do bom trabalho de investigação /informação aos municipes. Sem o Confessionario, muito passaria sem se dar conta...

    ResponderEliminar
  4. Secaram tudo à sua volta e agora só falta secar a EMARP.
    Políticos que fazem obra à custa da nossa qualidade de vida, à custa do desemprego, à custa da miséria dos Portimonenses e à custas dos nossos filhos, não, por mim BASTA.

    ResponderEliminar
  5. Hoje de manhã, na pausa do almoço estava eu e mais 4 colegas aqui da EMARP a falar um pouco sobre o que aqui tem vindo a ser publicado.
    As 5 chegamos rapidamente à conclusão que sentimos que o nosso futuro está em risco. Sentimos que a nossa instituição está a ser utilizada para tapar buracos de outras aqui em Portimão. Se têm que fechar a empresa urbis e despedir trabalhadores que o façam, mas que deixem em paz a nossa instituição.
    Nós aqui, infelizmente não podemos dar a cara nem falar abertamente, mas pedimos a quem tenha a coragem de nos ajudar e não deixar que destruam o nosso local de trabalho e local onde sustentamos as nossas famílias.
    As 5 revoltadas

    ResponderEliminar
  6. Que fique bem assente que a EMARP até à data sempre foi uma empresa exemplar no que respeita à gestão e ao desempenho das suas funções, por diversas vezes até elogiada a nível nacional em revistas e jornais.

    Se este descalabro realmente for para a frente (não vejo a comunicação social a desempenhar a sua função!) então podem crer que pouco ou nada restará do bom que ainda temos a nível de serviços públicos no nosso município.

    E acredito que o desespero ainda esteja no inicio...!

    E já agora, registem: O verdadeiro perigo chama-se "Dartacão Medicinal"!

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.