Número total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

EMARP: Facturas em execução fiscal em número recorde


As facturas em execução fiscal na EMARP, rondam actualmente os 3 milhões de euros. Situação essa a mais grave dos últimos anos.
Esta situação traduz-se igualmente numa quebra liquida e imediata de receitas por parte da EMARP.
Tendo em conta este facto e perante as disponibilidades em tesouraria encontrarem-se nos em valores mínimos alguém compreenderá como poderá a EMARP endividar-se em mais de 3 milhões de euros, comprando um equipamento que utiliza de borla, sem colocar em causa a sua estabilidade económico-financeira …

Luís Miguel Martins


2 comentários:

  1. Incrível! Só não vê quem não quer ver...!

    Se existem facturas de consumos de ÁGUA em execução fiscal, é porque o povo não consegue pagar!

    Se o povo não consegue pagar, é porque existem dificuldades!

    Se o povo passa dificuldades, então os dirigentes deveriam colocar as vistas para esse ângulo em toda a sua prioridade!

    Mas não...! O que conta é manter o status-quo... (desculpem-me a expressão, mas é mais ou menos assim: "que se lixe a porcaria do povo, queremos é festas no Sasha!")

    Sr. Martins, este pode parecer um "post" muito singelo, mas permita-me que lhe diga que é dos que mais falam sobre o que se passa na realidade portimonense!


    Isto parece uma telenovela mexicana - mas muitos dizem que estamos longe da Venezuela.

    Para esses, digo isto: Estudem HISTÓRIA e GEOGRAFIA, pois pode ser que aprendam um pouco de GESTÃO MUNICIPAL (e algum pingo de VERGONHA) pelo meio!

    ResponderEliminar
  2. Só vem dar força à teoria que as famílias estão a passar por grandes necessidades que nem a água conseguem pagar.
    E a Câmara em vez de auxiliar cada vez mais as famílias gasta o seu dinheirinho em festas. Mas desde quando as festas enchem barrigas ?

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.