Número total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O PERU do Regime

Regime Vigente em Portimão, anda a promover o seu novo PERU, entenda-se o seu novo Projecto de Requalificação Urbana da zona antiga de Portimão.
Alega o Regime, ainda que falido e em jeito de mera propaganda política, fazendo relembrar um pouco um famoso general do exercito do Saddam Husseim que «Nunca houve um projeto de requalificação urbana envolvendo uma área tão vasta, em Portugal. Estamos a falar de 17 hectares e 726 edifícios, da zona ribeirinha ao largo Gil Eanes e à Caldeira do Moinho.".
O PERU foi apresentado e propagandeou logo o Regime que «Nunca houve um projeto de requalificação urbana envolvendo uma área tão vasta, em Portugal». «Estamos a falar de 17 hectares e 726 edifícios».
Bem eu cá para mim como não tenho memória curta, ainda me lembro do “peru” da Cidade do Cinema, do “peru” do Parque da Cidade, do “peru” do Oceanário, do “peru” do Insectário, do “peru” da Piscina Olímpica, do “peru” do novo Aeroporto, do “peru” da fabrica de carros e seus milhares postos de trabalho, enfim o que se promove mais nesta terra são mesmos perus.
Termos em que, encontrando-nos em fim de Setembro e a caminho do fim de mais um ano, a grande questão é: Será que este PERU chega ao Natal ???????????????????????

Luís Miguel Martins


3 comentários:

  1. Forma interessante e engraça de colocar a questão, pelo menos chama a nossa atenção.
    Dúvidas não existem que as promessas do Partido Socialista aquando as últimas autárquicas, efetivamente não passaram disso mesmo, promessas. Promessas de investimento quando sabiam a gravíssima situação financeira. Como se diz por ai, atiraram areia aos olhos das pessoas.
    Este projecto cheira-me ao mesmo. E cheira-me porquê ? Porque já não tenho a mínima confiança na palavra das pessoas que estão á frente dos destinos da Câmara de Portimão, porque em tempo de crise e o país também ele a passar por uma gravíssima crise económica não terá condições para tal investimento. Crise essa que igualmente assola a Europa e os próprios fundos serão consideravelmente diminuídos. Cheira-me ainda na medida que isso de alegar que invadem os imóveis privados não passa de uma utopia e só acredita quem quer.
    Continuação de boa tarde.
    Anabela.

    ResponderEliminar
  2. Nem mais, mais uma promessa que irá durar para ai uns 2 ou 3 meses. Chegamos ao Natal quando vamos ver estará tudo na mesma.
    A propaganda política no seu melhor.

    ResponderEliminar
  3. PARA QUE SERVE UM LIFTING FACIAL?
    A estratégia de reabilitação urbana para a zona antiga de Portimão, apresentada no passado dia 23 de Setembro, e pela forma como foi apresentada, é uma decisão que não se entende.
    Não se entende, em primeiro lugar, porque deve ser decretada uma área de reabilitação urbana, numa área com mais de metade do edificado em bom estado de conservação e somente 1% em ruínas (7 ou 8 dos 762 edifícios).
    Em segundo lugar, não é possível entender como se dinamiza a actividade económica numa área da cidade, quando se aceita a instalação de grandes áreas comerciais, concorrenciais com a que se quer promover e defender, noutra área.
    E em terceiro lugar, como se podem definir estratégias para a reabilitação duma cidade, recorrendo a especialistas que apresentam ideias anacrónicas, desactualizadas e imaturas no que diz respeito a conceitos e ideias para a reabilitação urbana duma cidade.
    Resumindo.
    Reabilitar o quê e para quê, sem recursos, com estes erros de "casting"?

    ResponderEliminar

Por motivos que se prendem com a falta de ligação entre os comentários e os Post colocados e outros, doravante todos os comentários serão previamente considerados.